Cheiro de Giuliana

Hoje, ao visitar uma amiga que teve neném recentemente, fui recebida no hall pela sua filha de oito anos. Seu cheiro era o da sua irmã recém-nascida, e que ainda não usa perfumes, ela que me disse. Aquele cheirinho de bebê que desperta nossas lembranças. Através dela senti o cheiro da inoncência, do aconchego, do carinho, de pele indefesa, respirei esse cheiro e subi as escadas. Lá em cima, tudo tinha esse cheiro, a casa exalava. Que bom!! Uma criança, uma nova vida, um velho cheiro, bons sentimentos. Que se espalhe pelo mundo! Talvez, assim, com os narizes, consigamos fazer o que realmente importa por uma criança: dá-lhe a oportunidade de exalar o bem que traz consigo desde que nasce.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s