Dez palavras-chaves em mobilização social

Mobilização Nacional Criança Não é de Rua em São Luís-MA

A mobilização social é :

“ convocar vontades para atuar na busca de um propósito comum, sob uma interpretação e um sentido também compartilhados.” Bernardo Toro,um filósofo e educador colombiano, um dos mais importantes pensadores da educação e democracia na América Latina.

A mobilização social é parte das ações de muitas organizações sem fins lucrativos que trabalham para defender os direitos humanos. Normalmente, ela integra a estratégia de comunicação como uma forma de influenciar em políticas públicas e mudança de comportamento.

1 – Engajamento – faça com as pessoas se preocupem com a sua causa e atue por ela. Como a mobilização social é um processo, não um evento, a estratégia de comunicação deve trabalhar com a perspectiva de relação de médio a longo prazo com os seus públicos. Mantenha sempre as pessoas atualizadas, principalmente depois de qualquer ação que elas participado.

2 – Motivação – dê razões pelas quais as pessoas devem se preocupam com a causa de sua organização. Trabalhe com fatos, números, histórias de vida e as consequências do problema e como a situação poderia ser alterada atravês um ato coletivo.

3 – Parceiros e aliados – faça uma lista das pessoas e instituições que poderiam influenciar ou mudar essa situação-problema. E veja também quem poderia fortalecer a causa.

4 – Conscientização – participar de mobilização social é uma decisão livre e consciente. Use os canais que sua organização tem para falar sobre sua causa, por que é ela importante e como a participação das pessoas pode ajudar.

5 – Mensagem – isso é mais do que apenas um jogo de palavras. Preste atenção nos seus públicos, planeje a mensagem e os canais para se comunicar com cada um. As pessoas devem saber o que é o problema, qual é a demanda que esta sendo proposta para resolvê-lo e quais serão os passos do processo.

6 – Comparilhe o discurso – O fato de a sua organização está liderando uma mobilização social não significa que o poder de voz deve ser concentrado. Além dos parceiros, as pessoas que estão enfrentando o problema e são diretamente afetados pela falta de políticas públicas devem falar por si mesmas. Isso legitima a causa e valoriza a participação delas.

7 – Glolocalization – Ser global não é fazer o que todo mundo faz. Crie mensagens que toquem diretamente o seu público-alvo. Use por exemplo expressões locais, lugares e músicas que compartilhem um sentido. Isso tem mais impacto do que um longo discurso com belas palavras ou slogans fáceis. Ele também faz a sua mobilização se destacar perantes outras.

8 – Seja propositivo – Antes de organizar um evento de mobilizaçao, enviar e-mail s e ir para as redes sociais. Reúna as pessoas interessadas e parceiros para elaborar um documento com propostas concretas. Em seguida, eleja a(s) prioridade(s). Ter uma agenda clara facilita a comunicação com todos os setores.

9 – Conhecer os processos – Compreenda o calendário de aprovação das leis, os trâmites dos poderes e as responsibilities de cada esfera do governo. Mensagem certa, no tempo certo para pessoas ou grupos certos.

10 – Registre – Tenha em mente que a história dos direitos civis são feitas por processos de mobilização social. Registre tudo, reuniões, materiais, eventos etc, porque no final, você terá uma história para contar e uma experiência para aprender.

Texto em inglês

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s